Tradutor/Translator

30 de mai de 2009

Linha do Tempo



Foto: Sheyla Amaral

Quando eu tinha cinqüenta anos,
Andarei devagar por um jardim inglês
E lendo alguns
haicais,
Pensava naquele dia a vinte anos atrás

E quando terei doze anos,
Lembro daquela tarde na gangorra
De uma praça vazia
Em que assobiarei velhas
canções ciganas

Ao completar vinte anos
Mandarei a ti, cartas sobre a guerra
E escrevi nelas como é cortante e triste
O
frio siberiano

Lembrarei quando eu nasci
Que devo esquecer tua face
Mas no leito de morte
Dei ainda um último
beijo numa velha foto tua.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tua vez, aproveite.