Tradutor/Translator

12 de fev de 2011


- Quer saber a verdade?
- Sim, qual é?
- A verdade está no clichê.
- Hein?
- Sim, o simples e óbvio clichê. Ele é o bastão de Arão, Farol de Alexandria e nosso motor de buscas.
- E eu pensando que desenvolveria algo com teorias da conspiração e a física quântica...
- Eureka! Era exatamente aí que eu queria chegar! A verdade, a grande verdade, aquela que fica nos espreitando e esperando por um milagre, gênio ou maçã para ser descoberta, é cristalina, evidente e sempre esteve ali, só que ninguém via! É muito óbvio...
- Está bem, então, me diga, qual dos desgastados clichês já ditos, repetidos e, atualmente, reciclados, explica a origem do Universo e do Homem?
- Deus.
- Oi?
- Claro! Naturalmente, ainda não está provada sua existência...mas, não te parece tão evidente? Veja bem, a Ciência...
- Querida, aquelas margaritas não te fizeram bem...
- Ouça.
- Não acredito, mas estou...
- Vivemos desde os primórdios...
- Meu deus...
- Pára! Vivemos em sociedade, ponto. Todas as crenças, superstições eeeee chavões nasceram e foram transmitidos ao inconsciente coletivo de tal forma que, todos eles, possuem razão de ser...ei, onde vai?
- Pendurar uma réstia de alho na porta, vai que aparece uma criatura das trevas.
- ...
- Não faz sentido.
- Lógico que faz! Abra sua mente!
- O que tinha no seu copo? Deixe-me ver, está incorporada?
- Vai te...
- Olha a boca suja!
- “Boca suja” é um clichê.
- Não, é uma figura de linguagem...
- Que todo mundo usa, a todo o momento, da mesma forma.
- Ok. Observe sua cavidade oral impudica!
- Impudica, mas gostas...
- É, bem que podias, ao invés de gastar teu latim e o meu tímpano com essa teoria do óbvio, fazer melhor uso dela.
- Só depois de completar meu raciocínio.
- Ah, completa ele aqui, ó...
- Mas que merda, larga meu pé, eu to falando!
- ...
- Nós sempre terminamos em lugar-comum...
- Sexo é lugar-comum?
- Sem comentários...
- Eu acho que é um bom momento para fecharmos com chave de ouro.
- Ah, cala a boca.

Um comentário:

Tua vez, aproveite.