Tradutor/Translator

7 de ago de 2011

Conversão




Acordei com vontade de mudar. Mudar tudo, tudo. Cortar o cabelo, usar salto 15, ir morar em Busseto e casar com um pugilista peso-pesado, cozinheiro de mão cheia. Pintar as unhas dos pés de vermelho, tornar-me vegan, "porque meu corpo não é cemitério" - embora um dia, tudo caminhe, locomotoramente, para isso. Aprender tailandês e ser campeã de Liquid Mountaineering. Chamar os amigos nos feriados para mostrar minha nova composição no Theremin. Ensinar aos meus filhos a arte da levitação, pois nunca se sabe quando isso será imprescindível. Tecer longas mantas de lã para o cachorro, porque é frio dormir sozinho. Aprender a andar na corda bamba, que a vida é traiçoeira e lá embaixo não existe cama elástica.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tua vez, aproveite.