Tradutor/Translator

19 de fev de 2009

Matéria, do latim materia: substância física que possui massa, ocupa espaço (física) e está sujeita a inércia.


Na realidade, o que importa mesmo, é a matéria. Sem essa desse papo patético do mundo das coisas espirituais, psíquicas ou sentimentais. Tudo se mede a partir da matéria, tanto a primeira como a última vista. Alguém só é uma pessoa quando possui uma identidade física cheia de algarismos e passa a ser considerado alguém quando os vários algarismos passam para a sua conta bancária. Entretanto, ganha o título de cidadão quando possuir muitos certificados e diplomas atestando sua real e satisfatória existência, ao passo que se seu nome adquirir de alguma forma notoriedade e reconhecimento de uma pequena parte ou de toda a população mundial, então, ele passa a possuir o grau mais alto de atestado de vida. Tudo o que se diz, pensa ou sente não é tão importante quanto a ação. A ação é a vida dada ao pensamento, sem ela, nada existe de fato, fica relegado ao plano das idéias. Portanto, há uma diferença entre pensar no que somos e no que somos de fato. Somos avaliados pelo que fizemos, construímos, adquirimos, conquistamos. E não pelo que planejamos, sonhamos, ansiamos ou desejamos. Até o amor é medido não pela quantidade de versos que lemos ou possamos expressar em palavras, mas no que fazemos para demonstrar esse sentimento. E quantas contradições não fazemos todos os dias! Deixemos a hipocrisia de lado e vamos aceitar que enaltecemos os que fazem acontecer, os que giram, os que movimentam, os que sacodem. E vamos sacrificar ao deus Morpheus todos os que amorfinam, envelhecem, decepcionam. Estarei entre esses últimos, na linha de frente com uma maçã entre os dentes, gargalhando em sonhos piréticos.

2 comentários:

  1. Gostei do texto, bacana. Mas quando terminei de ler, achei melhor não pensar muito e escrever logo esse comentário.
    Se somos o que fazemos e não o que pensamos, melhor fazer algo logo não é? rs brincadeira...
    Vou te adicionar ao meu blog. Um abraço,

    ResponderExcluir
  2. Gosto do(s) texto(s)...gostei que tivesses passado pelo meu blog, sob estas cicatrizes hão-de nascer flores. Mas agora é assim...gosto do discurso da matéria, realmente, somos todos constituídos por átomos e valemos pelo que construímos e vivemos. Como diz Montaigne "o objectivo supremo da vida não é a excelência é a felicidade" e o sol ainda vai bater na janela do meu quarto, canta um tal de Renato Russo.
    Ahh..ao que parece vives na melhor cidade do Brasil. Sweet dreams !!

    ResponderExcluir

Tua vez, aproveite.