Tradutor/Translator

25 de abr de 2009

Dangerous




Era uma vez, num reino muito distante, uma pequenina princesa que vivia num castelo feito de areia brilhante e dourada. Por ser de areia, havia muitos pontos críticos em que precisava de incessante reparo e cuidados diários. Ela simplesmente não descansava. Subia e descia os inúmeros degraus, verificando cada canto, cada tremor ou pequeno desmoronamento, com minuciosa atenção e pavor.
Estava tão exausta, mas o medo do mar invadindo seu castelo era aterrorizante. Corria até a torre e de lá analisava os ventos, a posição das estrelas com seu telescópio, media a pressão e a umidade do ar e dormia em breves cochilos, abraçando os joelhos, ao lado da janela.
Um dia ela acordou com um vento silvando pela vidraça e entrando por seu vestido azul. Olhou rápido em seu binóculo e conferiu todos os gráficos e apontamentos, mirando o mar, vendo com horror uma grande onda se formando.
Imediatamente, começou os reforços do seu forte com a mais fina e preciosa areia que possuía. Então, já o cansaço desesperava e o choro rebentou em soluços.
Chorou muito e tanto que suas lágrimas desciam como cachoeiras de águas cristalinas. Não conseguia mais parar e não percebeu que o vento cessara e que o mar estava novamente, sereno.
E não viu, por fim, que todo seu choro inundou seu estranho castelo, dissolvendo sonhos dourados em barro.

Um comentário:

Tua vez, aproveite.